16 de junho de 2008



1
- Você sabe que não se usa pó Royal para fazer pão Luiza!
- Mas é tudo fermento Mel, vai dar na mesma.
- Não vai não! Tem que ser aqueles fermentos que agente compra de colher na padaria. A minha mãe sempre faz com aqueles e eu sei porque ela sempre pedia pra mim descer lá na padaria para ela poder terminar o pão. Ela sempre esquecia de comprar o tal fermento.
- Mel confia em mim. Se o bolo fica bom com pó Royal o nosso pão vai ficar muito bom também.
- Mas Luiza, mesmo com pó Royal nossos bolos nunca saíram bons até hoje! Lembra como saiu o último? Agente teve que fazer rocambole porque nem tinha como cortar.
- Lembra da professora Belinha na 5ª série? Ela sempre dizia: "a ordem dos fatores não altera o produto". Se for para o nosso pão sair ruim, ele vai sair ruim mesmo com pó Royal, mesmo com fermento de padaria, mesmo com a poção mágica da Dona Carochinha. Vamos terminar isso logo!

Luiza e Melissa eram amigas inseparáveis, ponto.
Do tipo que se conheciam desde quando começaram a descobrir o mundo (porque você sabe... agente vive nossa infância, entra na escolinha, aprende 1+1, A+B, mas a vida realmente começa quando descobrimos que A+1 é igual a B e que o X, não é aquele X de Xuxa do final da apostila).
Alta, magra, seios fartos, olhos castanhos, nariz achatado, piercing no umbigo e na língua, cintura fina, pele morena e cabelos (muito¹) enrolados.
-
*legenda de rodapé ¹ - sendo objetiva, mas "suavemente sutil"... muito = tipo muito enrolado, um pouco mais crespo do que o normal, “pichaim”, palha de aço, cabelo de nego, lustra panela, paraíso de piolhos, e ... cof cof. Bem, voltando à história.
-
Baixinha, gordinha, loirinha, olhos claros e nariz empinado. E o que uma tinha de peito a outra tinha de bunda. E o que uma tinha de piercing a outra não tinha nem furos na orelha.
Mel era alérgica a qualquer tipo de metal em seu corpo. Pelo menos era quando tinha 2 anos de idade, mas o pai de Mel era aquele pai super protetor, preocupado e durão:
-Não! Deus não permite esse tipo de coisa Melissa. O diabo atenta as pessoas a mexerem no corpo que Deus deu para elas, isso é calunia, difamação, blasfêmia!!!
Mas mesmo sabendo que seu pai não tinha a mínima idéia do que seria calunia², Mel era uma filha exemplar. Talvez pelo fato de ter perdido a mãe muito cedo, mesmo com 15 anos de idade Mel era a mulher da casa.
De manhã estudava (aquele estudava entre aspas), assim que chegava almoçava, fazia o que podia com a casa e antes que começasse o filme da tarde já estava na casa de Luiza.
-
*legenda de rodapé ² - calunia: afirmação falsa que se faz de alguém sobre crime que este alguém não cometeu.(bem que o pai de Mel poderia estar lendo isso agora)!
-
Luiza, (bem) diferente de Mel, não era a menina mais compreensiva com a mãe. Talvez pelo falo de ter perdido o pai muito cedo, Luiza era a “durona” da casa. Com 16 anos já trabalhava e ajudava a mãe com os remédios...
... Luiza trabalhava de terça a sexta-feira junto com a tia no cinema. Oras na bilheteria, oras na cantina. Mas o que importava mesmo eram os ingressos “free” que Luiza recebia aos sábados, que geralmente eram dois, e quando recebia apenas um colocava de volta na gaveta de ingressos sem que ninguém visse. E nas vezes que isso acontecia no momento em que ela tinha uma graninha extra, Luiza entregava o ingresso que teria ganhado para Mel e comprava outro para ela sem que amiga percebesse. Cinema sem Mel não era cinema."[...]

Ah, hoje eu acordei com vontade de escrever uma história.
E ainda fui assistir aquele filme...
" por você eu faria isso mil vezes!"
É sim, O caçador de pipas.

Depois eu posto sobre ele, hoje eu tive que postar sobre o começo da minha história porque ultimamente estava muito foda acordar com criatividade.

Milagre, Milagre.

:**

12 Turistas:

Talita Corrêa disse...

Talita: Baixinha, magra, seios fartos, olhos castanhos, nariz empinado, piercing no umbigo e no nariz, cintura fina, pele branquissíma e loirissíma! Hehehehe... vou me descrecer aqui tbem...

Comunicóloga, trabalhando mto, dando um tempo como promoter em eventos. Mas amo td o que faço.

Ahhhhhhh amigos são o que há... qq dia vou tentar fazer pão com Pó Royal, rs.

Bjos lindona.

BiahH_TrixX disse...

Huuahsuashuas
Me fez lembrara dos altos depbates com minah amigas quando nos juntamos pra cozinhar qualquer tipo de coisa.. Huuahsuashuas

Ja vi esse filme.. ^^
porque eu tinha lido o livro e queria saber se o filme ia ser tão bom quanto o livro.. Huuashuahsa

Bjokas.

báah disse...

aaaaaaaaaaah, vc me descreveu alii!
"Baixinha, gordinha, loirinha, olhos claros e nariz empinado."


é que vc me ama demais, ai até sem querer vc me discreve !

fico lindoo, continuaa


" por vc eu faria isso mil vezes!"


lindo livro, filme lindo tbém apesar de ser cortado --'
te amo (L)

Suzy disse...

...hduhasuda..me fez lembrar das nossas receitas q nunca davam certo..do nosso RISOLES...e põe farinha na massa..e passa farinha pra desgrudar da mesa...e passa mais farinha pro trem da massa fica mais dura..e passa mais farinha pra desgrudar a massa dos dedos..meelll delllss...pra no fimmmm....

Eu pegar e levar embora num sacolinha a tal da massa e jogar no meio da rua..¬¬

E a gente ainda teve coragem de experimentar..mais o gosto ateh q naum tava tauuum terrivel como a cara q a massa ficou neh..

Meww..a gente fritouuu...¬¬...fritar o q????????
dhsaudhuahdashduhsaudhuashdusad

..PS:""AMEIIII A FT...AMEII A LEGENDA..NAUM PODIA TER DADO MAIS CERTO..11 MULHERES E 1 SEGREDO..

AMEIIII..E AMOOOOOOOO VC!!!!!!!

Daaia disse...

haha.. o risolis nao foi nda
lembra quando eu coloquei sal na cobertura?
o bolo fico tao lindo! a fran foi com tanta sede ao pote e se ferro haha

Lomyne disse...

mas e o bolo?

Lomyne disse...

Opa, desculpa a tonga. É que depois do pão tem tanto texto apresentando as melhores amigas que eu confundi...

Nathália disse...

Me fez lembrar da Paty, minha melhor amiga.
Não temos nada a ver, mas somos inseparáveis! Rsrs

Beijo!

Talita Corrêa disse...

Olha flor, é mior difíci eu ficar bebada, mas qdo fico bebada na balada eu (geralmente) enfio o pé na jaca.

Bjoca!

Talita Corrêa disse...

Olha flor, é mior difíci eu ficar bebada, mas qdo fico bebada na balada eu (geralmente) enfio o pé na jaca.

Bjoca!

Rαfαεℓℓα disse...

Gostei da parte que fala que a ordem dos fatores não altera o produto, se é pr'a dar errado vai dar xD
Fazer pão com pó royal simplismente não dá certo, experiência própria....kkkk


Beijooos! AMo aqui ;*

Talita Corrêa disse...

Te presente pra vc no meu blog.
Bjs