1 de fevereiro de 2011

A indecisão matou o gato


Já pensou em ser quantas pessoas diferentes desde que nasceu?
parênteses para minha lista pessoal:
A BARBIE
PROFESSORA
MÉDICA
CABELELEIRA
A MORENA DO TCHAN
CANTORA
ATRIZ
VETERINÁRIA
JORNALISTA
ESTRELA DO ROCK
DEPUTADA...
parênteses para fim da lista pessoal.
¨
Apesar de estar me dedicando para se tornar uma jornalista, ainda sonho com os palcos e em ganhar muito dinheiro cantando na câmara:"florentina, florentina, florentina de jisuis." Porém a questão é que ou você escolhe uma coisa ou escolhe a outra. Talvez até duas, não sei. Se eu fosse deputada eu iria ter tempo de sobra pra ser até a Barbie, quem sabe.
No entanto, estar a mercê do destino é coisa do passado. Você joga na mesa suas opções. Todas elas. Busca as oportunidades e a acessibilidade. E se você tem talento, tem a carta coringa e só precisa passar pelos desafios de conquistar seu lugar. E essa é de longe a parte mais difícil.
¨
O psicólogo Fernando Laerte alerta sobre as decisões precipitadas. "Estamos sujeitos a aderir idéias de amigos ou familiares, ou ser influenciados pelas mídias. Se você possui sua própria opinião, traçou uma perspectiva, não é o suficiente para "aguentar" o caminho escolhido. O que vai definir isso é sua força de vontade e sua determinação."
Os tempos hoje em dia nos obrigam a escolher o certo. Por isso desistir está tão fácil. Nosso lado racional está sendo instigado a todo o momento. Veja um exemplo com Luciana.
"Me formei em Direito. Depois estudei letras, mas desisti para ser psicóloga, pois era o que eu queria desde sempre. E antes que eu pudesse pensar em me matricular na faculdade, minha mãe me convenceu a estudar em um curso especializado em concursos. Ás vezes gostaria de voltar atrás e ter começado minha faculdade, mas penso no futuro de minha família e por hora a melhor opção é passar em um concurso com um bom salário."
¨
Há quem aguente, há quem desista. No final todos vão atingir seus objetivos de um jeito ou de outro. Como é a vida, as opções que não foram escolhidas mudam pro passado e vão se tornar obstáculos pulados. Porém se algo tiver que fazer parte do seu futuro, ele volta como fênix, e todo novo para você poder explorar.
Há dúvidas no caminho de vocês? Ajeita no peito e chuta pro gol.

2 Turistas:

Táxi Pluvioso disse...

Só matou o gato, sete vidas depois :-)) uma jornalista cantora até teria vantagem, fazendo as reportagens dos seus próprios espetáculos, nunca haveria más críticas. boa semana.

Max Psycho disse...

Realmente todos nós passamos por momentos e fases em que desejamos ser outra ou outras pessoas ou personalidades, bju grande gata